Jornalismo

Campinas | 19/01/2018 - 11h15 Imprimir

Vereador que proibir uso de espuma

O vereador Luiz Carlos Rossini (PV) protocolou na Câmara de Campinas um projeto de lei que promete gerar polêmica na cidade. Ele quer proibir a comercialização e o uso de espumas, acondicionados em aerossol spray no município, a menos de três semanas do Carnaval. Caso o projeto seja aprovado, a multa para quem desrespeitar a medida pode chegar a R$ 1,7 mil. A lei dificilmente terá efeito neste ano, por causa dos trâmites da Câmara. O Legislativo retoma o recesso parlamentar  no dia 5 de fevereiro, e não haveria tempo hábil para aprovação da lei e sanção do prefeito até o Carnaval, que é no dia 13. Segundo o parlamentar, estudos acadêmicos e relatos na imprensa apontam o quanto uma brincadeira aparentemente inofensiva pode causar sérios danos à saúde e provocar até casos de violência.  Isso porque a composição do produto apresenta substâncias, como a cococbetaína, que, em contato com a pele, podem provocar reações alérgicas e urticárias ou mesmo irritações na garganta, principalmente em crianças e jovens.  Segundo ele, o alvo principal para quem utiliza esse tipo espuma é a face. O contato da espuma com os olhos causa uma irritação inicial no globo ocular, manifestada por prurido de intensidade variável. 

por Redação
TVB Nova FM DCI
Uma empresa do GRUPO SOLPANAMBY
© 2018 Radio Central AM. Todos os direitos reservados. Estúdio Copacabana Estúdio Copacabana